Portuguese English French German Italian Spanish

  Acesso à base de dados   |   email: qualfood@idq.pt

Bruxelas vai propor autorização do glifosato até 2031

O herbicida mais utilizado no mundo, o glifosato, tem vindo a ser alvo de forte controvérsia nos últimos tempos, depois da Organização Mundial de Saúde (OMS) ter anunciado que era um produto potencialmente cancerígeno e, também, da suspeita lançada pelo partido ecologista alemão, de que podiam existir resíduos no leite.

Estas suspeitas levaram a Comissão Europeia a pedir uma avaliação de riscos à EFSA - European Food Safety Authority e o Governo alemão a pedir, também, uma avaliação a uma instituição credenciada.

Toda esta situação levou à prorrogação de apenas seis meses da autorização de comercialização, autorização essa que termina em julho deste ano.

Neste momento e depois de todos os relatórios terem sido negativos e indicado que os riscos inerentes ao glifosato eram negligenciáveis, a autorização de comercialização até ao ano de 2031, ou seja, mais 15 anos, como é normal neste tipo de produtos está em cima da mesa.

 

 

Fonte: Agronegócios