Portuguese English French German Italian Spanish

  Acesso à base de dados   |   email: qualfood@idq.pt

Fruta mais resistente pode ser uma realidade muito em breve

A deterioração das frutas e dos vegetais é uma das principais causas do desperdício alimentar. Mas, e se os alimentos frescos não apodrecessem tão depressa?

Uma equipa de investigadores da Universidade de Tufts está a desenvolver uma tecnologia que pretende evitar a deterioração dos alimentos, em particular das frutas e dos legumes, que mais facilmente apodrecem por serem naturais.

Segundo o The Wall Street Journal, os cientistas estão a criar um revestimento invisível biodegradável, à base de seda (mais concretamente de uma proteína chamada fibroínha) , que irá proteger as frutas e vegetais da mudança de temperatura. A ideia é que estes alimentos sobrevivam mais tempo à temperatura ambiente, não necessitando de refrigeração.

Mas o objetivo não passa apenas por aumentar a validade dos alimentos naturais, pretende, ainda, evitar o desperdício alimentar e ajudar na poupança de energia, uma vez que os alimentos não necessitarão de estar tanto tempo no frigorífico.

Conta a publicação que os investigadores mergulharam morangos por diversas vezes numa solução à base de água e de 1% de fibroínha e que estes frutos aguentaram uma semana à temperatura ambiente sem que apodrecessem rapidamente ou ficassem com um aspeto menos apelativo.

Fonte: Notícias ao minuto

  • Última modificação Sexta-Feira, 27 Maio 2016 14:33