Print this page

Pão vai ficar mais caro no arranque do ano. Pode subir 20% Featured

O pão vai ficar mais caro a partir do próximo ano. O alerta é do presidente da Associação dos Industriais de Panificação, Pastelaria e Similares do Norte, António Fonte, que revela, ao Correio da Manhã, que o agravamento dos custos com os combustíveis forçará a uma subida dos valores de venda deste bem alimentar. Quanto? Em torno dos 20%.

“No início do ano que vem o pão terá, inevitavelmente, de aumentar. Não dá para aguentar mais esta situação“, diz António Fonte, presidente da Associação dos Industriais de Panificação, Pastelaria e Similares do Norte (AIPAN), sublinhando que “o que aí vem, em termos de agravamento dos custos de produção, não permite alternativa”. O preço do pão está congelado desde 2011.

O presidente da AIPAN diz que o aumento “terá sempre de rondar os 20%”, de maneira a que os industriais possam fazer face aos custos cada vez mais elevados. Entre os custos que levam a esta revisão dos preços está a subida dos combustíveis, nomeadamente o gasóleo, mas também os agravamentos previstos para a eletricidade, gás, isto além da subida do salário mínimo.

O CM dá exemplo dos valores de venda que serão praticados no arranque do próximo ano. A carcaça passará, no próximo ano, a custar 16 cêntimos no Porto e 24 cêntimos em Lisboa, região onde o pão tem o preço mais elevado do país. Em Braga deve subir para os 13 cêntimos e em Coimbra para os 17. No Algarve, cada carcaça deverá passar a custar 20 cêntimos.

Fonte: ECO

  • Last modified on Tuesday, 28 November 2017 10:40