Portuguese English French German Italian Spanish

  Acesso à base de dados   |   email: qualfood@idq.pt

2016 Ano de combate ao desperdício alimentar

2016 foi considerado pela Assembleia da República o ano de combate ao desperdício alimentar. De norte a sul do país, estima-se que mais de 50 mil refeições acabem todos os dias no lixo dos restaurantes.

Combater o desperdício alimentar é o grande objetivo do Movimento Zero Desperdício, criado em 2012, por nove pessoas. Não tinham, nem têm, qualquer motivação económica, querem apenas evitar que refeições, em perfeito estado para o consumo, possam ser reaproveitadas. Quando surgiram, há quase quatro anos, ouviam muitas vezes ser citada uma lei que depois perceberam ser apenas um mito. Muitos restaurantes alegavam não entregar comida sobrada por causa da ASAE.

O Movimento Zero Desperdício percebeu que não era bem assim, e até começou a trabalhar, logo de início, com a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica. Desta forma, a qualidade das refeições está assegurada, e poupa-se, por dia, vários quilos de comida que tinham o lixo como destino.

Desde que surgiu, o movimento já recuperou mais de dois milhões e 300 mil refeições. Tem cerca de 120 doadores.

O CASA – Centro de Apoio ao Sem Abrigo, é uma das muitas associações no país que dá outro nome ao desperdício alimentar. Para os que trabalham nesta instituição, e para os que recebem comida, desperdício é uma forma de combater a forme.

Aqui não fecham a porta a nenhum alimento e recebem, desde refeições já preparadas, a ingredientes para as preparar.

 

Fonte: ANIL