Portuguese English French German Italian Spanish

  Acesso à base de dados   |   email: qualfood@idq.pt

DGAV promove a divulgação das Medidas de Prevenção da Peste Suína Africana

A DGAV – Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária promove a divulgação das Medidas de Prevenção da Peste Suína Africana em cumprimento das determinações legislativas comunitárias.

Está em causa a Decisão n.º 2018/263 de 4 de Junho que altera a Decisão n.º 2014/709 relativa a medidas de polícia sanitária contra a Peste Suína Africana em determinados Estados-membros.

Aquela decisão, determina no seu artigo n.º 15.º A), n.º 2, que todos os Estados-membros devem assegurar que em todas as principais infraestruturas rodoviárias, tais como as vias rodoviárias internacionais, e redes rodoviárias conexas, são dadas a conhecer a todos os viajantes, de forma visível e destacada, informações adequadas sobre os riscos de transmissão da peste suína africana e as medidas de controlo estabelecidas na presente decisão.

Aumento do nível de alerta

A DGAV determinou um aumento do nível de alerta para prevenir a introdução de Peste Suína Africana (PSA). Na sequência da confirmação de 4 casos de PSA em javalis no Sul da Bélgica, a DGAV publicou a Recomendação n.º 1/2018, de 14 de Setembro (ver), dando nota de um conjunto de medidas tornadas necessárias tendo em vista mitigar o risco de introdução do vírus em Portugal.

Peste Suína Africana

A Peste Suína Africana (PSA) é causada por um vírus que provoca uma doença muito grave nos suínos que se expressa por um quadro clínico com exuberantes sinais hemorrágicos sendo quase sempre mortal. As espécies sensíveis são os suínos domésticos e os selvagens (javalis) de qualquer idade.

O vírus da PSA pode difundir-se facilmente por contacto directo ou indirectamente através de fomites ou outros veículos transmissores.

Devido à sua gravidade, com rápida evolução da doença e à grande difusibilidade do vírus, a doença tem um elevado impacto social e económico, devido às perdas provocadas.

O vírus da PSA não representa qualquer perigo para a saúde humana. Também não existe vacina nem tratamento para esta doença.

Veja os folhetos informativos da DGAV aqui:

Poster público PT

Poster marinas PT

Poster aeroportos PT

Fonte: Agroportal