Portuguese English French German Italian Spanish

  Acesso à base de dados   |   email: qualfood@idq.pt

Insetos no menu dos europeus

Regulamento (EU) n.º 2015/2283 define todos os produtos alimentares sem histórico de consumo anterior a Maio de 1997 como novos alimentos.

O principal objetivo desta legislação foi simplificar e acompanhar a inovação alimentar através da possibilidade de submissão de um dossier que demonstre que o novo alimento não constituí ameaça para a saúde pública.

Apesar dos insetos de criação para consumo humano não terem ainda obtido uma aprovação deste cariz, muito se tem desenvolvido o setor de produção e transformação de insetos a nível europeu, inclusive em Portugal.

EIT Food é a principal iniciativa de inovação alimentar da Europa, com o objetivo de criar um setor de alimentos sustentáveis e prontos para o futuro. Ao abrigo desta iniciativa, foi efetuado um inquérito sobre o consumo de insetos ou de produtos feitos com derivados de inseto.

Do total de portugueses inquiridos, 94% nunca provaram insetos, mas 49% admitem estar disponíveis para experimentar. Dos 97% portugueses inquiridos que nunca provaram produtos derivados de insetos, 60% revelou estar aberto a tentar.

Os resultados são favoráveis, demonstrando uma maior abertura ao consumo de produtos derivados de insetos em Portugal, no entanto, é importante realçar que o consumidor ocidental ainda não se encontra preparado para consumir insetos inteiros ou visíveis no produto final.

 

Fonte: Deco Proteste