Portuguese English French German Italian Spanish

  Acesso à base de dados   |   email: qualfood@idq.pt

Remoção de resíduos de pesticidas em frutas e vegetais com água ozonizada

É bem conhecido que o ozono é aplicado de forma eficaz no tratamento da água potável e no tratamento de águas residuais devido ao seu alto potencial de oxidação.

Após alguns pesquisadores demonstrarem que certos pesticidas, podem ser facilmente degradados em solução aquosa pelo ozono, muitas empresas já utilizam esta tecnologia de forma eficaz.

As técnicas como a oxidação de Fenton, o biotratamento, o tratamento catalítico de TiO2, a filtração por carvão ativado em pó, a osmose reversa e a ultrafiltração são altamente eficazes na remoção de produtos químicos orgânicos dissolvidos em solução aquosa, contudo menos eficazes para a remoção de pesticidas residuais em fruta e vegetais.

Assim, a utilização do ozono, oxidante e viricida forte, aplicado na lavagem de fruta e vegetais consegue reduzir significativamente os pesticidas, proporcionando uma alternativa de desinfeção adequada.

Existem vários fatores que influenciam a eficácia da remoção dos resíduos de pesticidas em frutas e vegetais tais como a qualidade da água bruta antes da dissolução do ozono, a temperatura da mesma, gerador de ozono corretamente dimensionado com controlo de gás dissolvido e, sobretudo, o grau de pureza do oxigénio que fornece o gerador de ozono.

O uso do ozono promove outras vantagens também na agricultura tais como uma raiz mais forte e saudável, plantas mais vigorosas, alongamento do ciclo de cultivo, aumento de produções e qualidade da planta e uma ação germicida direta em fungos, bactérias e vírus.

Fonte: TecnoAlimentar